Jornal da Ordem
Rádio OABRS
Twitter
Facebook
Instagram
Flickr
YouTube
RSS
NOTÍCIAS

30.04.19  |  18h34   

Projeto Pescar: ESA/RS recebe mais de duzentos alunos das 11 turmas do Projeto

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

Foto: Niége Moreira - OAB/RS

A Escola Superior de Advocacia da OAB/RS (ESA/RS) promoveu, na tarde da terça-feira (30), o Seminário sobre Assédio Moral, para jovens das Unidades do Projeto Pescar de Porto Alegre. O objetivo do seminário é o de explicar o conceito jurídico de assédio, moral e sexual aos adolescentes, bem como falar a respeito da discriminação no mundo do trabalho, auxiliando os jovens a identificar abusos, caso forem vítimas, e a proceder e denunciar essas situações. 

A advogada, membro da THEMIS (Gênero, Justiça e Direitos Humanos), Luana Pereira da Costa, falou a respeito da importância de os jovens saberem identificar se forem vítimas de algum tipo de assédio em seu ambiente de trabalho: “O assédio tem consequências psicológicas muito pesadas para quem sofre, e, em muitos casos, a pessoa não sabe identificar que está sendo vítima, acabando por apenas se demitir de seu emprego. É importante que os jovens saibam que não precisam pedir demissão, pois se trata de um erro do empregador, e existem direitos que garantem sua integridade física e psíquica no ambiente de trabalho”, afirmou Luana.

Participaram do evento mais de 202 jovens que compõem as 11 unidades do Projeto Pescar. Um grupo de 5 jovens que fazem parte da turma do projeto apresentaram uma esquete a respeito do tema do seminário. Eles se mostraram gratificados com os resultados apresentados pelo Projeto em suas vidas, em seus relatos, as falas eram a respeito de gratidão e progresso.

Assim, como contou a aluna Elisandra Oliveira, de 18 anos, que lamenta que seu período com a turma esteja acabando: “Esse curso já abriu várias portas para mim no mercado de trabalho, e tenho certeza que ainda me ajudará muito mais. Gosto muito do ambiente, vejo que muitas dessas oportunidades que eu e outros colegas temos de aprendizagem não teriam fora do curso. Gosto muito de fazer parte do projeto, me sentirei triste quando acabar, mas entendo que é necessário também dar a oportunidade de outros jovens participarem”, ponderou a aluna do Projeto.

O aluno Sérgio Luiz, de 16 anos, conta: “O projeto tem me ajudado muito no desenvolvimento de leituras, na perda de timidez para fazer apresentações e no desenvolvimento da escrita de textos, além de me ensinar a forma correta de se comportar em uma entrevista de emprego e no ambiente de trabalho, tenho aprendido muito”, contou Luiz.

Saiba mais sobre o Projeto Pescar

Com 42 anos de atuação, a Fundação Projeto Pescar trabalha para proporcionar a qualificação profissional e o desenvolvimento pessoal de jovens de 16 a 19 anos em situação de vulnerabilidade social, contribuindo para sua inclusão no mercado de trabalho.

A parceria que ele mantém com empresas e organizações, como a OAB/RS, TRT4, o Ministério Público do Trabalho, a CAARS e a ESA já proporcionou a formação de mais de 30 mil jovens e o atendimento anual de cerca de 2 mil adolescentes em todo o Brasil. O projeto pedagógico das aulas está baseado na participação de voluntários, visando ao desenvolvimento de competências pessoais e habilidades profissionais.

Presenças

Esteve presente, também representando a THEMIS (Gênero, Justiça e Direitos Humanos), Maria Eduarda Barbosa; representando os voluntários do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Renata Gabert de Souza; representando a Fundação Projeto Pescar, a gerente do Projeto Social Pescar Silvia, Regina dos Santos, Tatiana; e a coordenadora do seminário, Tatiana Hausen.

Fotos e Texto: Niége Moreira
Assessoria de Comunicação OAB/RS
(51) 3287.1867/1821

BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
Facebook
Twitter
RECEBA INFORMAÇÕES
e-mail
Whatsapp
JORNAL DA ORDEM
Jornal da Ordem
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
(51) 3287.1831
R. Manoelito de Ornellas, 55 - Praia de Belas, Porto Alegre - RS, CEP 90110-230 - Porto Alegre - RS
© Copyright 2019 Ordem dos Advogados do Brasil Seccional RS    |    Desenvolvido por Desize