Jornal da Ordem
Rádio OABRS
Twitter
Facebook
Instagram
Flickr
YouTube
RSS
NOTÍCIAS

09.10.09  |  15h05   

Embaixador da Rússia no Brasil palestra na OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Foto: Lauro Rocha - OAB/RS

Vladimir Tyurdenev veio ao RS para as comemorações do centenário da imigração russa e sua palestra na Ordem gaúcha ocorreu em razão do curso de língua russa, oferecido pela ESA, ser um dos únicos no estado.

A Ordem gaúcha, por meio da ESA, recebeu, na noite desta quinta-feira (08), o embaixador da Rússia no Brasil, Vladimir Tyurdenev. O evento, em alusão ao centenário da imigração russa no Rio Grande do Sul, reuniu grande público, em sua maioria alunos do curso de língua russa oferecido pela Escola Superior da Advocacia.

Recebido na Ordem pelo presidente da entidade, o embaixador conheceu as instalações da seccional acompanhado da secretária-geral da entidade, Sulamita Santos Cabral; do diretor de Comunicação e Informática da ESA, Eduardo Lemos Barbosa; do cônsul da Rússia no RS, professor Fernando G. Sampaio; do presidente da Câmara de Fomento das Relações Brasil-Rússia, Jocelin Azambuja; e da diretora do Instituto Cultural Russo, professora Elena Jaeger.

Tyurdenev surpreende ao falar português com fluência invejável e um leve sotaque. Ao chegar, lembrou que esta era a segunda vez que vinha ao RS e que o clima de Porto Alegre lembrou o da primavera na Rússia, com temperaturas amenas.

A vinda de Tyurdenev a Porto Alegre deve-se às comemorações do centenário da imigração russa no RS e sua palestra na Ordem gaúcha ocorreu em razão do curso de língua russa, oferecido pela ESA, ser um dos únicos no estado.

Na abertura do evento, a secretária-geral da Ordem, Sulamita Santos Cabral, que representou o presidente Claudio Lamachia, que participava da posse da nova diretoria da Satergs (leia aqui), deu as boas vindas ao embaixador, lembrando que o Rio Grande do Sul é um estado privilegiado, por ser formado pelos mais distintos povos, que ajudaram e ajudam a promover o progresso.

O presidente do Câmara de Fomento das Relações Brasil/Rússia, Jocelin Azambuja, destacou a parceria entre a Ordem, o Instituto Cultural Russo e a Câmara de Fomento, que promove uma integração entre as sociedades russa e brasileira.

Azambuja lembrou ainda que a Rússia é o quarto mais importante mercado de exportações do Rio Grande do Sul, que nos últimos dez anos elevou as cifras negociadas de meros R$ 9,5 milhões para R$ 1 bilhão por ano.

A cerimônia homenageou também o cônsul honorário da Rússia no RS, professor Fernando G. Sampaio, que recebeu a comenda alusiva aos 200 anos de existência do serviço consular da Rússia.

Após a homenagem, Sampaio fez breve retrospectiva sobre a importância da influência russa na formação cultural dos povos que vieram, mais tarde, colonizar o Brasil. O professor lembrou também que ainda no tempo do Império, o Brasil recebeu uma missão cultural-científica russa, que estudou a flora e a fauna brasileira.

Em sua fala, o embaixador Tyurdenev destacou que “dezenas de milhares de quilômetros separam a Rússia do Brasil, mas são muitas as semelhanças de nossos povos. Além disso, são países que possuem muitas características econômicas, sociais e geográficas em comum, apresentando territórios gigantes, ricos recursos naturais e um poderoso potencial industrial científico e tecnológico, além de desempenharem importante papel nos assuntos internacionais”.

Imigração Russa no Brasil

Os primeiros contatos são do século XIX, feitos por intermédio de uma expedição à Amazônia, chefiada pelo Conde Langsdorff e financiada por Czar Alexandre I. O Conde Langsdorff foi o Primeiro Cônsul da Rússia no Brasil.
Os primeiros assentamentos de imigrantes ocorreram em 1905, com a fundação das cidades de Nova Odessa e Santa Rosa, nos Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul respectivamente.

A segunda leva de imigrantes russos chegou após a Primeira Guerra Mundial, e se estabeleceu principalmente nos Estados de São Paulo, Paraná, Góias e Rio de Janeiro.

A terceira onda chegou após a Segunda Guerra Mundial, vindos da Europa e parte da China, no período de 1946 a 1960.

De acordo com dados oficiais, fornecidos pelo Ministério das Relações Exteriores, entraram no Brasil no século XX, 123.727 cidadãos de origem russa, que, contando com seus descendentes, ampliaram a colônia russa no Brasil para aproximadamente 200 mil pessoas.

* Informações da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Rússia
BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
Facebook
Twitter
RECEBA INFORMAÇÕES
e-mail
Whatsapp
JORNAL DA ORDEM
Jornal da Ordem
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
(51) 3287.1831
R. Manoelito de Ornellas, 55 - Praia de Belas, Porto Alegre - RS, CEP 90110-230 - Porto Alegre - RS
© Copyright 2022 Ordem dos Advogados do Brasil Seccional RS    |    Desenvolvido por Desize